segunda-feira, junho 06, 2016

Ali.

O "rodopio" de Foreman.
Há várias histórias muito curiosas que marcaram a vida e a trajetória esportiva de Muhammad Ali, ex-campeão mundial de boxe da categoria dos pesos pesados, falecido nessa semana. Aos que não sabem, Ali talvez tenha sido o lutador – quiçá o esportista – mais importante da história americana. É que não era apenas um boxeador extraordinário, mas se tratava de um sujeito que levava sua vida a partir de parâmetros que certamente o distinguiam dos demais.

O próprio Ali contava a seguinte história, fato que teria se dado logo após haver retornado das Olimpíadas de 1960, jogos nos quais ganhou a medalha de ouro. Ao que relata, teria entrado numa lanchonete e pedido um cachorro-quente. Daí que a atendente lhe respondeu:


- Nós não servimos negros aqui. 

- Mas eu não quero comer um negro. Quero um cachorro-quente – devolveu o campeão. 
Ocorreu um erro neste gadget